domingo, 5 de fevereiro de 2017

Comfy weirdness

Tem sensação melhor do que descobrir-se em alguém?
Desculpe o sumiço, pequeno refúgio, meus dias tem ficado cada vez mais curtos com tantas loucuras e aventuras. Felizmente, tirei esse tempinho pra falar... dele.
Não faz muito tempo que eu me perdi em mais um soneto do meu querido Vinícius e me redescobri em outro de seus versos, um verso sobre os platônicos que não vem ao caso citar. Mas não é muito bom? Arriscar?
É a sensação que mais me traz alegria, a sensação por trás das famosas frases "vamos?vamos!", é a sensação de entrega ao acaso. É o leap of faith.
Me permiti, me permiti a descoberta em outra pessoa, é raro, mas ultimamente tenho encontrado amigos que vão comigo até em roubadas e ombros que me escutam por mais longa que seja a noite.
Me permiti voltar a ser uma jovem de borboletas no estômago, uma jovem que acredita e que sonha. Te descobri.
Por mais efêmero que seja esta combustão, a chama pode ser aproveitada, tanto quanto os prazeres da vida.
Me entreguei, depois os cacos... Sobre isso a gente deixa no talvez, libriana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário