terça-feira, 28 de junho de 2016

a noite.

Eu tenho um segredo. Um suspiro que guardei durante anos, um sorriso que prometi dar apenas a uma pessoa, um abraço apertado... Esse segredo respira e me inspira. Seus olhos verdes são como versos no ar que se escrevem lentamente a cada fala. Eu guardo esse segredo faz tempo, não acho que as pessoas devem saber porque tenho medo de não dar certo, mesmo que nada exista.
Eu tenho um segredo que já me deixou acordada até tarde, comeu uma pizza inteira e já assinou em vários pseudônimos. Esse segredo pode ter sido até o motivo de eu começar esse blog.
Eu tenho um segredo que não me deixou dormir devido a grunhidos. Esse maldito segredo que me arranca tantos sorrisos involuntários e que não me deixa disfarçar minhas alegrias. Esse irritante segredo que faz eu me sentir insegura, que faz eu me lembrar da garotinha de longos cabelos castanhos que um dia jurei conhecer.
Eu tenho um segredo que contei pra poucos. Um segredo que nunca superei e que também não faço questão de esquecer. Esse segredo vive reaparecendo na minha vida, seja quando olho um estojo antigo ou o anel prateado dentro da caixa de joias. O segredo que me aflige ao me deixar confusa com seus cabelos negros, a droga do segredo que faz eu me engasgar de ter tanta vontade de dizer... .Vamos arriscar!
O segredo que ainda não me convenceu de que tudo foi verdade e que ainda me mata de saudade e ri de meus pálidos receios. Esse segredo que não sabe o que quer e que mata o coração de qualquer mulher apenas com um abraço...
Eu guardo esse segredo faz tanto tempo, só conto aos amigos mais próximos, mas ao próprio segredo, sempre vai me faltar coragem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário